Logo Alfaro
Fale com o Alfaro
Promovendo cidadania com informação
banner Alfarobanner Alfarobanner Alfaro

Colunas

Colunista
Voltar

Ricardo Farias Carvalho, é Psicólogo formado em teoria psicinalítica e suas aplicações psicoterapeuticas e com especialização em Psicologia Clínica e Psicoterapia cognitivo e comportamental. Atende na Rua Dezenove de Fevereiro, 593/301 – Fones: (53) 3232-4677 e 8437-1066/8166-6324 – E.mail: ricardof.carvalho@uol.com.br.


Leia outras colunas



EMPREENDEDORES DO EU

quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014 | 13:58

Certo dia desses, li uma matéria a respeito de empreendedorismo. A definição do termo seria a disposição ou capacidade de idealizar, coordenar, realizar projetos, serviços e negócios. A Endeavor, organização de apoio para tal, cita que são imperativos cinco pontos a serem observados, no sentido de uma pessoa se tornar um empreendedor: otimismo, autoconfiança, coragem, desejo de protagonismo e persistência.

A área supracitada não é, evidentemente, o foco do nosso trabalho. Porém, o link criado com a psicologia clínica, vida, foi imediato. Partindo do princípio das similaridades, ou seja, nos negócios e na existência, a essência não deixa de ser a mesma. No fundo, talvez possamos dizer que nos portamos como “empreendedores de nós mesmos”. Em condições “normais”, as idealizações, sonhos, tudo indica, sejam o caminho básico a ser visualizado ou determinado. Sem um rumo interno, projeções externas e honestas, ficamos totalmente desorientados. Assim, a mercê de terceiros, da sorte, azar, somos meramente conduzidos. No que se refere ao otimismo, vemos pessoas que, apesar das várias dificuldades a que estão sujeitas, possuem, como costumo dizer, um “ot imismo realista”. Visualizam positiva e constantemente o futuro e vão à luta. Não obstante, a autoconfiança emana da crença de capacidade em relação aos enfrentamentos que ocorrerão durante qualquer trajetória. É também não nos sentirmos diferentes, inferiores aos demais. Destarte, reconhecemos que a grande maioria dos indivíduos, salvo, raríssimas exceções, possui um potencial que atesta uma igualdade. Coragem implica desafiarmos os próprios limites e a constatação da possibilidade concreta de superá-los. Talvez possamos pensar que o desejo de protagonismo não se trata apenas de liderarmos ou nos destacarmos pura e simplesmente, mas sim, pelo fato de executarmos com maestria o que fazemos e, consequentemente, obtermos notoriedade, contribuindo de maneira significativa para a sociedade em que estamos inseridos. A persistência ou tenacidade é uma antítese, clara e notória do verbo desistir. No momento em que os arranjos aparecem do modo mais difícil possível, extraímos forças da s quase cinzas, visando à superação dos problemas. Sem dúvida é um aspecto de suma importância quanto à obtenção de resultados. Situações simples ou complexas, certamente, requerem um grau de persistência.

Sempre quando somos questionados a respeito das condições do ser humano de mudar, respondemos que alterar dinâmicas pessoais ou existenciais é plenamente possível. Não podemos, absolutamente, depositar responsabilidades e incompetências nos outros. Exemplos de indivíduos que tinham tudo para seguirem caminhos equivocados, principalmente devido aos péssimos modelos que vivenciaram, e que não o fizeram, são convincentes neste sentido. Sem dúvida, foram empreendedores do “eu”.


Escrito por Dr. Ricardo Carvalho

Comentários (0) | Indicar um amigo


QUEM SOU

Alberto Amaral Alfaro

natural de Rio Grande – RS, advogado, empresário, corretor de imóveis, radialista e blogueiro.

ENTREVISTAS

O QUE EU LEIO

ÚLTIMAS 10 POSTAGENS


Ouça a Rádio Cultura Riograndina

ARQUIVOS

Alfaro Negócios Imobiliários
WD House

Blog do @lfaro - Todos os direitos reservados